Skip to main content

Herpes – Saiba os Tipos, Sintomas, Causas, Tratamento e Prevenção

Antes de saber como tratar o Herpes, vamos aprofundar mais sobre o assunto desse vírus. O herpes é um vírus que leva o nome de HSV, existem oito vírus de família que podem ocasionar doenças. Eles são divididos em tipos, Tipo 1, mais conhecido com herpes labial; Tipo 2, conhecido como herpes genital; Tipo 3, mais conhecido como vírus da catapora. Para os tipos 1 e 2 não existe cura, apenas tratamentos. O tipo 3 é tratado prontamente com o tratamento antiviral, para favorecer a cicatrização e reduzir a dor.

Tipos de Herpes, Sintomas e Causas

Tipos de Herpes, Sintomas e Causas

O Herpes Tipo 1 está associado a lesões de pele, responsável pelos quadros de herpes oral.  Caracterizando quase sempre por ardência, vermelhidão, pequenas bolhas que secretam líquido claro, crostas amarelas que coçam, lesões na boca, erupções nos lábios, desconforto e podem até ocasionar dores de garganta. Geralmente adquirido por contato direto de secreções orais, como beijos e sexo oral. A maioria dos casos ainda é adquirido na infância.

O Herpes Tipo 2 é mais conhecido como herpes genital, causador de 80 a 90% das lesões genitais. Caracterizado por vermelhidão, ardência, dores, irritação, lesões genitais, bolhas que secretam líquido claro na região do pênis, vulva ou anus, cascas e úlceras. Alguns sintomas podem aparecer entre 5 a 10 dias após a relação sexual que originou o contágio. Ele geralmente é adquiro no início da vida sexual, pois é uma doença sexualmente transmissível. Recomenda-se nesses casos a utilização de preservativos, inclusive no sexo oral, pois o contato pode causar a herpes.

O Herpes tipo 3 é conhecido como o vírus da catapora ou varicela caracterizado por lesões avermelhadas espalhadas pelo corpo e pequenas bolhas com líquido claro. Sua infecção geralmente ocorre durante a infância, através do contato e pela saliva. O vírus da varicela pode reativar-se depois de anos, trazendo vermelhidão, dor e bolhas. Sua distribuição de lesões é conhecida popularmente por Herpes Zóster.

Herpes Zóster é uma infecção viral que provoca bolhas na pele e dor intensa no local. Ele pode investir em qualquer região do corpo, porém é mais comum no tronco e no rosto. Em seu período de incubação pode trazer dores que se iniciam antes mesmo de surgirem as lesões de pele, calafrios, ardor e sensação de cócegas ou formigamento em áreas próximas aos nervos afetados. Em sua fase ativa as erupções podem manisfestar na bochecha, testa, nariz, tronco ou em volta dos olhos. São geralmente acompanhadas de dor intensa e pontadas na pele.

Segundo dados divulgados pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), o tipo zóster vem se tornado comum no Brasil. Os resultados mostram que a doença atinge o total de 90% dos brasileiros. Mas somente 10% conseguem criar imunidade para que o vírus permaneça adormecido, sem causar grandes danos ao organismo.

Tratamento Para Herpes

Tratamento para Herpes

Caso esteja tendo alguns dos sintomas acima, é recomendado consultar a opinião de um médico, somente assim terá um diagnóstico correto.

Para a herpes tipo 1 geralmente é utilizado pomadas anti-virais, logo que os sintomas de conceira e vermelhidão começarem a surgir. Pomadas como Zovirax e Novacort são projetadas para proteger a ferida e ajudar a curá-la.

Em herpes do tipo 2 há uma gama de medicamentos recomendados, como o Aciclovir, Penvir, Ezopen e dentre outros tratamentos. Vale enfatizar que esses medicamentos não devem ser usados sem a devida receita médica. Portanto, aos primeiros sinais de que possa ter sido infectado pelo vírus o médico deverá ser consultado.

Em se tratando de herpes tipo 3, varicela, é importante manter-se em casa, pois quando contrai-se a varicela, ela pode facilmente passá-la para outras crianças que ainda não tiveram a doença e não foram vacinadas contra ela. É importante nesse período manter-se hidratado, consumir alimentos leves, reforçar o sistema imunológico com vitamina C, tomar banho frio para aliviar a coceira, evitar de estourar as bolhas, tomar paracetamol para aliviar a dor, usar anti-histamínicos e se recomendado utilizar creme Aciclovir.

Quanto ao Herpes Zóster procure sempre por um médico, pois algumas situações da doença podem resultar em danos permanentes na região afetada. Logo que diagnostico for feito, o médico iniciará o tratamento com antivirais, remédios para dor e recomendará cuidados adicionais. Tome cuidado também em não transmitir o vírus varicela zóster para quem não está imune.

Prevenção da Herpes

Prevenção da Herpes

A herpes dos tipos 1 e 2 são transmissíveis por meio do contato direto, seja por relação sexual ou com o uso de objetos de alguém infectado. Portanto para se proteger basta evitar o contato. Já a única maneira de prevenir o herpes zóster é a vacinação.

Como tentar evitar que a Herpes se manifeste?

Como tentar evitar que a Herpes se manifeste?

É possível buscar soluções para que a herpes não se manifeste constantemente. São práticas que visam a higiene, nutrição, hidratação da pele e a manutenção da saúde. Com esse método simples é possível tratar a herpes tipo 1 e 2 de forma completamente natural. Essa prática caseira, sem efeitos colaterais, é apoiada por vários estudos científicos, favorece que vírus permaneça adormecido. Depois de iniciar o tratamento é possível minimizar o pesadelo do aparecimento dos sintomas da herpes. Caso queira aprender essa técnica e adquirir o e-book, Clique Aqui e cadastre seu e-mail.

 

Herpes – Saiba os Tipos, Sintomas, Causas, Tratamento e Prevenção
3.2 (63.33%) 6 votes

8 comentários em “Herpes – Saiba os Tipos, Sintomas, Causas, Tratamento e Prevenção

    1. Boa noite Laila, tudo bem?
      Nós do Blog Vivendo em Família podemos lhe dizer que já recebemos vários e-mails com depoimentos de pessoas que tiveram sucesso em deixar o vírus do herpes inativo.
      É claro que não vamos ser inconsequentes em dizer que esse método é 100% eficaz, tudo depende do tipo de vírus e do tratamento.
      Pelos relatos deixados em nosso e-mail podemos afirmar que ele já ajudou muitas pessoas.
      Acesse esse Vídeo do Tratamento link, veja até o final ou se quiser cheque esses depoimentos aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *